O líder cubano Fidel Castro assina um diploma onde parabeniza um trabalhador cubano por seu envolvimento social.

Diploma de reconhecimento nominativo onde Fidel Castro parabeniza o trabalhador cubano Eddy Villa Padilla por ter participado das « Brigadas Universitarias del Trabajo Social ». Assinatura de Fidel Castro. 30 cm x 42 cm. Cuba, 26 de julho de 2001. Bom estado.

Revolucionário cubano nascido em 1926, Fidel Castro (1926 – 2016) derrubou em 1959 Batista, o ditador apoiado pelos Estados-Unidos. Nacionalizou a indústria e estabeleceu laços estreitos com a União Soviética. Cuba se tornou um dos atores centrais na geopolítica da Guerra Fria.

Após sua cirurgia em 2006, Castro transferiu o poder para seu irmão mais novo Raúl Castro mas permanece Primeiro Secretário do Partido Comunista. Em quase cinco décadas, Fidel Castro foi o mais longo regime não-monárquico da história.

Por que esse documento é raro ?

Esse documento histórico é uma testemunha direita e concreta do sistema comunista no qual Fidel Castro acreditou a vida inteira e, talvez, um dos poucos aspectos positivos da ideologia : o reconhecimento e os parabéns dados para os trabalhadores que participavam de atividades comunitárias. E, claro, a grande assinatura de Castro que valoriza ainda mais essa peça.