Sobre o mesmo assunto

Em 1935, o renomado perfumista desenvolve os negócios da empresa na Suíça.

Carta de Jacques Guerlain para o Senhor Mermier de Zurich na Suíça, com uma parte datilografada e outra manuscrita. Uma página. Em francês. 20.8 cm x 27 cm. Paris, 08 de abril de 1935. Excelente estado. R$ 1.750.

(…) é importante, no momento, apontar aos clientes suíços que eles têm todo interesse em comprar o máximo possível de mercadorias, devido às chances de depreciação do franco suíço. (…) especialmente produtos que desejamos vender.

Cordialmente,
Guerlain

Jacques Guerlain (1874 – 1963) é neto do fundador da empresa Guerlain, que foi criada em 1828. Aprendeu com seu tio Aimé a arte do perfume e assumiu a empresa em 1912. Rapidamente tornou-se o mais renomado dos Guerlain, ao ser creditado por inovações importantes para o setor da perfumaria e, sobretudo, fragrâncias lendárias como « L’Heure Bleue » (1912), « Mitsouko » (1919) ou « Shalimar » (1925). Criou mais de oitenta perfumes, mas algumas estimativas sugerem que ele compôs mais de trezentos… Embora o seu trabalho de perfumista tenha lhe rendido fama mundial, uma considerável fortuna e diversas honras, Jacques Guerlain era discreto e não dava entrevistas : consequentemente, pouca informação chegou-nos sobre seu processo criativo e sua vida pessoal.

Por que esse documento é raro ?

Documentos autógrafos de grandes estilistas ou perfumistas franceses raramente aparecem no mercado, sendo geralmente adquiridos e conservados por essas empresas que, apesar do glamour e da criatividade, são negócios que precisam vender, como lembra essa carta incomum de Jacques Guerlain.

O ano, 1935, quando houve a abertura da loja da praça Vendôme, o cabeçalho sofisticado, o pequeno parágrafo manuscrito e a grande assinatura do próprio Jacques Gerlain chamam também atenção e valorizam ainda mais essa carta.

♦ R$ 1.200 ♦