A ilustre cantora francesa Edith Piaf, intérprete de « L´hymne à l’amour », assina um autógrafo no início da sua carreira.

Postal publicitário assinado por Edith Piaf quando ela tinha 21 anos, no ABC Music Hall, para André Bienaimé, produtor de espectáculos. Em francês. 10.7 cm x 15.6 cm. Paris, 1936 ou 1937. Excelente estado.

A Mr Bienaimé avec toute mon amitiers, la môme Piaf. Ainda muito nova, Piaf fez duas faltas de ortografia na palavra « amizade » (amitié).

Edith Piaf (1915 – 1963) é um monumento da cultura francesa, uma cantora lendária. Após a guerra, tornou-se famosa internacionalmente na Europa, na América do Sul e nos Estados-Unidos.

Em 1948, ela conhece o grande amor de sua vida, o pugilista Marcel Cerdan, que se tornou campeão mundial de boxe e, pouco tempo depois, morreu em acidente de avião. Essa grande história de amor, alvo da mídia, participou muito do seu mito.

Entre os maiores sucessos de Piaf estão « La vie en rose » (1946), « Milord » (1959) ou « Non, je ne regrette rien » (1960). Ela cantou « Hymne à l’amour » (1949) e « Mon Dieu » (1960, composta por Charles Dumont) em memória de Marcel.

Por que esse documento é raro ?

Quando autografou essa fotografia, Edith Piaf acabava de ter assinado seu primeiro contrato na produtora Polydor para o disco « Les mômes de la cloche » que teve um grande sucesso.  Trata-se, provavelmente, de um dos primeiros autógrafos da artista, uma peça excepcional do começo da carreira da artista.