Uma seleção única de documentos excepcionais

Diferencie-se e invista em seu patrimônio cultural e financeiro a partir de R$ 300.

disco de vinil

6 razões pelas quais as pessoas estão comprando discos de vinil novamente

O disco de vinil teve um grande retorno no meio de 2008 e não acho que o formato vá se extinguir em breve. De acordo com o rastreador da indústria, Nielsen SoundScan, as vendas de discos de vinil atingiram 1,9 milhões de unidades em 2008 e depois cresceram para 2,5 milhões em 2009, para 2,8 milhões em 2010, para 3,6 milhões em 2011, etc. Não pararam de crescer (veja o gráfico acima).

Aqui estão alguns dos possíveis motivos por que o disco de vinil está de volta

1. A qualidade de som. Os aficionados por música dizem que você pode ouvir a diferença de som e que o vinil é melhor do que o CD ou arquivos digitais. As pessoas ouviram MP3s por mais de uma década e, quando ouvem discos de vinil pela primeira vez, podem dizer que há algo ligeiramente diferente com a qualidade do som. Aqui está um amante do vinil explicando por que ele gosta da experiência do vinil : « Os registros têm um som mais omnidimensional, que realmente enche a sala muito melhor. Os LPs têm som mais quente, e você vai notar sons sutis e instrumentos ». Os discos de vinil fabricados hoje soam melhor do que aqueles pressionados nos anos 60. Isso ocorre porque as gravações originais são agora digitais,  de qualidade superior e, claro, o equipamento de gravação usado hoje é muito mais avançado também.

2. O ruído da superfície. Parte da experiência do disco de vinil é o zumbido da agulha ao longo dos sulcos e o som ocasional de crackling. As pessoas românticas, poéticas e com sensibilidade artística adoram esse ruído especial. Ele adiciona textura a toda a experiência.

3. A nostalgia. As pessoas que nasceram nos anos sessenta e setenta sentem falta da maneira como ouviam música. Embora a música digital seja portátil e muito conveniente, elas ainda gostam de ouvir música em suas salas de estar. A música digital nunca morrerá, mas parece que os discos de vinil também não.

4. A experiência tátil. Alguns melómanos têm a impressão que a música digital fez que eles perdessem a interação física com a música que estão ouvindo. É só música e nada mais. Todos podem ter, podem compartilhar, é grátis. Mas há algumas pessoas que gostam de sentir a música : a experiência de abrir o invólucro, cheirar a capa, tocar o disco, são momentos que a maioria das pessoas procura, quando compra discos de vinil.

5. A estética. Capas de discos de vinil são agradáveis ​​de olhar, são maiores e têm uma estética maior que CDs. Uma prateleira cheia de discos de vinil tem mais impacto em comparação a uma prateleira cheia de CDs ou a um reprodutor multimídia com bilhões de arquivos de música. Algumas pessoas até compram discos de vinil apenas porque adoram a embalagem e até emolduram suas melhores capas para decorar um quarto ou uma sala.

6. São valiosos. De todos os formatos de música, os discos de vinil têm o maior valor… e valorizam. A música é universal, fácil de entender, apreciada por todas as faixas etárias, no mundo inteiro… a procura é imensa, mas as primeiras edições ou as edições especiais, em bom estado, de grandes artistas, são raras e muito procuradas. Os discos de vinil hoje podem vender por 10 vezes o preço original de 20 anos atrás. Eu não acho que será a mesma coisa com CDs, fitas ou arquivos digitais.

Por exemplo, quais foram os 10 discos de vinil mais procurados nos Estados Unidos, em 2010 ?

1. The Beatles, Abbey Road
2. Arcade Fire, The Suburbs
3. The Black Keys, Brothers
4. Vampire Weekend, Contra
5. Michael Jackson, Thriller
6. The National, High Violet
7. Beach House, Teen Dream
8. Jimi Hendrix Experience, Valleys of Neptune
9. Pink Floyd, Dark Side of the Moon
10. The xx, The xx

São apenas algumas das razões pelas quais eu acho que o disco de vinil voltou às prateleiras para ficar.

Fonte : Blog unifiedmanufacturing.com

Sem categoria
Escrito por

Mathias Meyer tem 41 anos, é colecionador e fundador da coleção Glórias, especialista em avaliação, compra e venda de documentos raros.