Qual é conceito da coleção Glórias ?

O primeiro objetivo é apresentar gratuitamente, ao público curioso e aos pesquisadores, o maior e melhor acervo possível de documentos raros. Com descrições precisas, qualquer um pode visitar o site e enriquecer seu conhecimento, visualizando os documentos digitalizados como se fosse uma galeria ou um museu. Disponibilizamos também documentos para exposições temporárias, museus, jornalistas, pesquisadores ou estudantes.

O segundo objetivo é oferecer um espaço privilegiado para os detentores de documentos ou colecionadores, amadores ou profissionais, que querem avaliar, vender ou adquirir documentos. Disponibilizo meus contatos e especialistas para facilitar e assegurar esses processos.

E futuramente ?

A coleção nasceu junto com minha filha Sofia, como um investimento financeiro e, sobretudo, cultural. Minha vontade é de estimular a curiosidade dela através de uma coleção cada vez mais interessante. Espero, em breve, organizar exposições e, futuramente, inaugurar um espaço permanente, utilizando a coleção como um meio pedagógico de ensinar a História e o valor do conhecimento.

Como nasceu a coleção Glórias ?

« Quando nasce uma criança, se a mãe pudesse pedir para uma fada o dom mais útil para seu filho, esse presente teria que ser a curiosidade. » disse um dia Eleanor Roosevelt, a esposa do 32º presidente americano.

Foi essa frase que me motivou, como fundador dessa coleção, a começar a procurar documentos excepcionais para minha filha Sofia, recém nascida, com a dupla nacionalidade brasileira e francesa.

Eu considero essa coleção um investimento financeiro e uma forma original de estimular, futuramente, a curiosidade de Sofia pelas artes, ciências ou História, por exemplo.

Quem colabora no desenvolvimento da coleção Glórias ?

Eu, Mathias Meyer, tenho 41 anos, sou um executivo e empresario francês. Conheço o Brasil há quase 20 anos. Sou o fundador da coleção Glórias.

Laurent-Maria Deschanel, colecionador francês, profissional reconhecido, me auxilia na autentificação das peças antes da compra no mercado internacional, além de sempre compartilhar seu grande conhecimento sobre esse mercado de especialistas. Sem ele, a coleção Glórias não existiria.

Rafael Costa Paiva, graduado em  História, estudou Língua, Arte e Literatura na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais onde é mestrando na linha de pesquisa Educação, Ensino e Humanidades. Ele confere os fatos históricos descritos no site e opina na escolha de novas aquisições.

Heuvath Alquimim, graduando em Conservação-Restauração de Bens Culturais Móveis na Universidade Federal de Minas Gerais. Ele realiza trabalhos de restauração, ou conservação, de documentos privados ou públicos.

Ana Caroline Carvalho é uma profissional da paleografia, transcreve escritas complexas e caligrafias antigas.

Gabriela Galli, especialista em língua portuguesa, revisa a totalidade dos textos publicados no site.

Annie Archambault e Jean-Claude Meyer, meus pais, co-financiam e apoiam essa coleção a distância.

E, claro, Sofia, minha Inspiração.