Testamento do idealizador da grande Torre Eiffel, no qual ele faz uma doação para um casal de empregados.

Testamento manuscrito de Gustave Eiffel onde o engenheiro da Torre Eiffel faz uma doação para seus jardineiros. Documento assinado por seus herdeiros e pelos beneficiados. 4 páginas, a última sendo em branco. Em francês. 17,5cm x 24,5 cm. Paris, 23 de fevereiro de 1924. Excelente estado.

Extratos :

(…) Les héritiers et représentants de Monsieur Alexandre Gustave Eiffel, en son vivant Ingénieur, Président d´Honneur de la Société Des Ingénieurs Civils de France, Officier de la Légion d´Honneur, demeurant à Paris, rue Rabelais numéro 1. Décédé en son domicile le vingt sept décembre mille neuf cent vingt trois(…).

(…) Observation faite qu´au terme du dit testament Monsieur Eiffel a légué (…) à Mr et Madame Chelle ses jardiniers une somme de mille francs pour les dix premières années de la durée de leur service (…).

Gustave Eiffel (1832 – 1923) foi um engenheiro francês que participou de várias construções importantes, as mais conhecidas sendo a Estátua da Liberdade, em Nova Iorque e a Torre Eiffel de Paris. Eiffel terminou os estudos em 1855, formando-se como engenheiro químico ; um ano depois, conheceu Charles Nepveu, empresário especialista em construções metálicas. Depois de adquirir um ateliê de construção metálica, onde desenvolveu novas técnicas, projetou a Torre Eiffel, que foi construída entre 1887 e 1889.

Por que esse documento é raro ?

A Torre Eiffel, localizada em Paris, é o símbolo da França e o monumento pago mais visitado do mundo. Foi projetada por Gustave Eiffel para ser a entrada da Exposição Universal de 1889.