Sobre o mesmo assunto

Em 1872, a – ainda pequena – casa de Champagne torna-se referência mundial, com uma grande exigência de qualidade.

Carta manuscrita de Krug para Georges Sayer, da cidade Cognac. Duas páginas. Em francês. 21.7 cm x 26.6 cm. Reims, 16 de setembro de 1872. Excelente estado.

Extrato traduzido do francês para o português

« O Foudre Esprit faturado na sua carta do dia 24 desse mês chegou aqui e sua conta foi creditada. »

Em 1872, a casa de Champagne Krug, fundada em 1843 em Reims, por Johann-Joseph Krug e hoje propriedade da prestigiosa LVMH (Louis-Vuitton, Moët e Chandon), é dirigida por seu filho único, Paul, um amante de gastronomia, de grandes vinhos, de caça e de viagens. É sob a direção dele que a empresa se desenvolveu, apostando no mercado inglês, para se tornar uma referência mundial de qualidade entre as marcas de champagne.

Segundo o especialista Ennio Frederico, membro da Academia Brasileira de Gastronomia : « A Krug estabeleceu uma excelente reputação no século 20 com o lançamento da Grande Cuvée composta de dezenas de vinhos de safras diferentes. Krug também ganhou fama por fermentar os vinhos-base em barricas de carvalho onde cada parcela é vinificada separadamente. Isso torna os vinhos mais resistentes à oxidação e, ao contrário dos que muitos pensam, a madeira não interfere no sabor. »

Essa carta confirma o recebimento de um lote de Champagne « Foudre Esprit » para reembolso e é prova da extrema atenção comercial da família Krug aos seus clientes, desde o começo da sua fama.

♦ R$ 450 ♦