Natal 1944, o pintor – refugiado nos Estados Unidos – presenteia amigos com um desenho excepcional.

Edição americana do livro de Maurice-Yves Sandoz, « Fantastic Memories », publicado em 1936, com um desenho-dedicatória à pena feito por Salvador Dali durante o Natal 1944. Destinátario(s) da dedicatória não identificado. O livro contém 129 páginas e está escrito em inglês, porém a dedicatória de Dali está em francês. 18 cm x 26 cm. Estados Unidos. Excelente estado.

Para (…) Lembrança carinhosa, Natal 1944.

Salvador Dali (1904 – 1989) foi um dos mais importantes artistas surrealistas da Espanha, atuando como artista plástico , pintor e escultor. Seu trabalho teve várias influências, como a de Pablo Picasso, que conheceu em Paris no ano de 1929, além dos trabalhos psicológicos de Freud. Na década 1930, período de grande produção artística, Dali integrou o movimento artístico conhecido como surrealismo. Suas obras, com uma qualidade artística extraordinária, são quase sempre representações de um universo bizarro, como os famosos “Persistência da Memória” (1931), “Construção Mole com Ervilhas Cozidas: Premonição da Guerra Civil” (1936), “O Sono” (1937) ou “Girafa em Chamas” (1937).

Maurice-Yves Sandoz (1892 – 1958) foi um escritor suíço, era especializado em literatura fantástica, participou do movimento surrealista e admirava Dali.

Por que esse documento é raro ?

Dali personalizou o livro através desse desenho feito com uma pena natural. Usou tinta da China preta e tinta vermelha, representando uma cena surrealista : uma mãe acompanhada por uma menina que aponta uma estrela cadente. Na época em que criou esse desenho, durante a Segunda Guerra Mundial, Salvador Dali estava refugiado nos EUA (desde 1936).