Carta manuscrita de Dom Pedro II escolhendo um diplomata para negociar, em 1874, um acordo sobre a fronteira com o Peru.

Carta patente assinada por Dom Pedro II, com sua grande assinatura em negrito, apontando Felippe José Pereira Leal, Conselheiro Imperial, Supervisor de sua majestade o Imperador, e embaixador do Peru, como plenipotenciário a negociar e elaborar um acordo com o plenipotenciário peruano sobre « a fronteira com o império na região do rio Içá ou Putumayo », assinado também pelo ministro das Relações Exteriores Visconde de Caravellos.  Uma página. Em português. 51,4 cm x 36 cm. Palácio, Rio de Janeiro. 10 de Janeiro de 1874. Excelente estado.

Dom Pedro II (1825 – 1891) foi o segundo e último monarca do Império do Brasil, reinou o país durante 58 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, filho mais novo do Imperador Dom Pedro I que abdicou rapidamente : com cinco anos de idade, Pedro II já era Imperador, crescendo com a vontade de apoiar seu país e o povo brasileiro.

Por que esse documento é raro ?

Durante seu reinado, Dom Pedro II desenvolveu fortemente o Brasil que se tornou uma potência emergente. A estabilidade política, a abolição da escravidão apesar da oposição e a liberdade de expressão fizeram dele um monarca admirado internacionalmente, por personalidades como, por exemplo, o cientista Charles Darwin, o escritor Friedrich Nietzsche e o compositor Richard Wagner. Apesar da sua popularidade, foi destituído e passou os seus últimos dois anos de vida exilado na Europa.

Dom Pedro II é a personalidade brasileira mais procurada pelos colecionadores brasileiros.