Sobre o mesmo assunto

O gênio da arquitetura agradece um apoio de Israel, pais onde seus projetos geraram muita controvérsia.

Carta de agradecimento de Oscar Niemeyer pelos elogios de Josef Weil, um israelense não identificado. Uma página. Em inglês. Brasília, 29 de junho de 1960. Excelente estado. R$ 2.700.

Durante a ditadura, Oscar Niemeyer ficou seis meses em Israel, onde seus projetos geraram controvérsia e debate, particularmente sobre a construção de arranha-céus : para Niemeyer a solução certa para um país onde a terra era tão escassa e cara. « Busquei a trabalhar apenas por lealdade aos meus próprios ideais pessoais e produzir obras únicas e variadas que me agradam e justificar a minha estadia em Israel », disse ele.

Por um lado, ele admirou o espírito socialista, o otimismo e o planejamento do novo pais ; por outro lado, ele reclamou do conservadorismo e preconceitos, especialmente em termo de arquitetura. Em suas memórias, Niemeyer escreveu que Israel é « uma terra maravilhosa cheia de contradições e de beleza », gostou muito dos desertos e da cidade de Tel Aviv.

Por que esse documento é raro ?

Cartas de Oscar Niemeyer aparecem quase nunca no mercado, já que a família e os destinatários as guardam preciosamente. Este exemplar é muito interessante por ter sido escrito durante a construção de Brasília, a obra-prima do arquiteto. O seu admirador é israelense, de Tel Aviv, um período e uma cidade importantes para o mestre. Enfim, temos uma linda assinatura do Niemeyer, cujas curvas nos lembram sua obra.

♦ R$ 2.700 ♦