Cartão autografado do compositor francês que escreveu clássicos como « Non, je ne regrette rien ».

Autógrafo de Charles Dumont. Caneta preta e cartão branco, 15 cm x 13.3 cm. 13/01/1999. Excelente estado.

Assinar um autógrafo para um admirador, é demonstrar para ele respeito e simpatia. Charles Dumont, 13 de janeiro de 1999.

Charles Dumont (nascido em 1929) é um ator, cantor e sobretudo um dos compositores mais importantes da cultura francesa. Até os anos 1960, escreveu músicas para, por exemplo, Dalida, Luis Mariano ou Tino Rossi. Na mesma época, ele decide trabalhar com um outro grande compositor, Michel Vaucaire : eles vão criar em 1956 o clássico « Non, je ne regrette rien » para Édith Piaf. Depois disso, Charles Dumont vai compor mais de trinta músicas para a cantora.

Em 1963, quando Piaf morre, Charles Dumont começa compor para Jacques Brel, o famoso cantor belga e a cantora americana Barbra Streisand. Ele também cria músicas para a televisão (Michel Vaillant em 1967) e o cinema (Trafic de Jacques Tati em 1971). Nos anos 1970, ele inicia uma carreira mais pessoal, interpretando – com muito sucesso popular – suas composições onde o amor e as mulheres são sempre sua maior inspiração.

Por que esse documento é raro ?

Esse autógrafo original demonstra a verdadeira – e rara – humildade de um artista, reconhecendo o « valor » do seu público. Esse ítem pertencia ao colecionador francês Thierry A. Um amigo dele, Philippe, também colecionador, abordou Charles Dumont, em Paris, na avenida Montaigne em 13 de janeiro de 1999.